Rádio Nova Esperança FM - Uma Nova Esperança Está No Ar!

Associação Nova Esperança
Após quase dois anos de espera, parque eólico de Caetité deve começar a funcionar
  • Após quase dois anos de espera, parque eólico de Caetité deve começar a funcionar

  • Postado em 30, maio 2014 por: Anderson Ferreira

imageO maior complexo de energia eólica da América Latina fica no munícipio de Caetité, no sudoeste da Bahia. Concluído há quase dois anos, só agora, depois que as linhas de transmissão ficaram prontas, deve começar a gerar energia. O prazo da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) é de que, até o fim de junho, o parque esteja em funcionamento.

O complexo eólico de Caetité ficou pronto em julho de 2012 e até hoje todas as torres estão paradas. Segundo reportagem exibida pela TV Globo, a energia do local poderia abastecer uma cidade com quase 3 milhões de habitantes.

Ainda de acordo com a reportagem, o governo federal paga pela energia, mesmo sem recebê-la. A Renova Energia, empresa responsável pela administração da subestação, recebeu – desde a inauguração – R$ 285 milhões. São R$ 15 milhões todo mês.
O complexo eólico Alto Sertão I, como é conhecido, é formado por 184 aerogeradores, que somam 293,6MW de capacidade instalada. A construção contou com investimentos de R$ 1,2 bilhão. Além de Caetité, o parque eólico da Renova Energia fica espalhado por outros dois municípios do sudoeste baiano: Guanambi e Igaporã.

A energia eólica
A geração de energia por meio do sistema eólico acontece da seguinte forma: o vento faz com que as pás das torres girem. Elas são ligadas as turbinas que produzem energia elétrica. A energia é levada por torres de transmissão até centrais e de lá segue para os consumidores.

Hoje, a energia eólica representa 2% da energia elétrica consumida pelo Brasil. O suficiente para abastecer, por exemplo, todo o Estado de São Paulo. Os maiores produtores estão no Rio Grande do Norte, Ceará, Rio Grande do Sul e Bahia. Com informações da TV Globo.

9844 Total de visitas 5 Visitas hoje

Etiqueta(s): , ,

Natural de Malhada de Pedras, é jornalista pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) e pós-graduado em Comunicação e Marketing em Redes Sociais, pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC).



Voltar