Rádio Nova Esperança FM - Uma Nova Esperança Está No Ar!

Associação Nova Esperança
Filme que conta a história de Irmã Dulce estreia em novembro no cinema
  • Filme que conta a história de Irmã Dulce estreia em novembro no cinema

  • Postado em 21, out 2014 por: Anderson Ferreira
Valéria Simões/Divulgação

Valéria Simões/Divulgação

Dirigido por Vicente Amorim (que também foi diretor de “Um homem bom” e de “Corações sujos”), o filme é estrelado pelas atrizes Bianca Comparato e Regina Braga e tem estreia prevista para 27 de novembro.

O longa, rodado totalmente em Salvador, mostra a trajetória da freira baiana, que, tendo como ferramentas a determinação e o amor, construiu uma obra social sem igual no país, com creches, hospitais e centros educacionais, que atendem cinco milhões de pessoas por ano. Em 1988, foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz por seu trabalho incansável às populações carentes.

Bianca vive Dulce na juventude – período em que seu ativismo social e sua luta pelos miseráveis crescem em meio ao preconceito e à desconfiança da sociedade. Já Regina Braga vive Irmã Dulce a partir da maturidade, quando, embora já admirada por suas ações, continua a enfrentar resistência à sua forma de atuar, inclusive dentro da própria Igreja.

O elenco conta ainda com Gracindo Junior, Glória Pires, Irene Ravache, Zezé Polessa, Malu Valle, Luiz Carlos Vasconcelos e Fábio Lago.

As últimas cenas do filme foram gravadas no dia 25 de maio, um domingo, durante uma grande missa campal em frente ao Santuário da Bem-aventurada Dulce dos Pobres, na capital baiana. O longa é uma homenagem à beata, que completaria 100 anos em maio deste ano.

Veja o trailer do filme

 

História

FOTO 2

Ique Esteves/Divulgação

Nascida em Salvador, no dia 26 de maio de 1914, a religiosa da Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, que morreu nesta mesma cidade no dia 13 de março de 1992, foi beatificada pelo papa Bento XVI em maio de 2011. Ela pode ser a primeira mulher nascida no Brasil a se tornar santa, já que Paulina do Coração Agonizante de Jesus, até agora a única santa do país, nasceu na Itália.

O milagre comprovado durante a beatificação ocorreu em 2001, quando uma devota sofreu uma grave hemorragia durante um parto, ficou em coma e os médicos lhe deram poucas horas de vida.

Um sacerdote que sabia de sua devoção pela Irmã Dulce decidiu orar por sua melhora e, em poucas horas, a paciente se recuperou. Aliás, dois dias depois, ela deixou o hospital na companhia de seu bebê e sem que os médicos pudessem explicar o ocorrido.

Ainda em vida, Irmã Dulce era conhecida como o “Anjo Bom da Bahia”.

 

Fonte: G1

460 Total de visitas 1 Visitas hoje

Etiqueta(s): ,

Natural de Malhada de Pedras, é jornalista pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) e pós-graduado em Comunicação e Marketing em Redes Sociais, pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC).



Voltar