Rádio Nova Esperança FM - Uma Nova Esperança Está No Ar!

Associação Nova Esperança
“Nasci numa família levítica”, diz Dom Carvalho, bispo de Caetité, que entrou para o seminário aos 18 anos
  • “Nasci numa família levítica”, diz Dom Carvalho, bispo de Caetité, que entrou para o seminário aos 18 anos

  • Postado em 13, mar 2017 por: Anderson Ferreira

Por Anderson Ferreira

Filho de Joaquim Torres Carvalho e Maria Odélia Silva Carvalho, ambos falecidos, Dom José Roberto Silva Carvalho, bispo da Diocese de Caetité, é o segundo dos quatro filhos de uma família muito religiosa do Ceará. Nascido e criado em Fortaleza, foi educado na Igreja desde a infância. Aos 17 dias de vida, recebeu o primeiro sacramento, o batismo. “Posso dizer que nasci numa família levítica, uma família sacerdotal”, diz Dom Carvalho, que, além dele, tem, na família, outros religiosos, entre padres, bispos e religiosas.

Foto: Arquivo pessoal

O caminho em direção ao sacerdócio começou aos 18 anos, com a experiência na Província Franciscana de Santo Antônio do Nordeste, em Olinda (PE), onde permaneceu por sete anos. Ao deixar os Franciscanos, Dom Carvalho não desistiu da missão confiada por Deus. De volta à terra natal, começou a estudar Filosofia por conta própria, mas sabia que a formação para a vida presbiteral teria que ser acompanhada pela Igreja. “Como esse chamado de Deus me inquietava muito, tive que procurar uma diocese, porque a vocação é uma relação muita íntima da pessoa com Deus, e essa relação tem que passar pela Igreja. Eu não posso sustentar isso só para mim, não posso me autoformar, tenho que confiar essa formação à Igreja”, explica.

Diante da escolha para conhecer duas dioceses na Bahia, Vitória da Conquista, hoje arquidiocese, foi a primeira opção dele. Como todo bom missionário, queria ir a lugares mais distantes. “Eu não quis ficar em Fortaleza porque é uma capital e eu gosto da evangelização em ambientes menores, não em ambientes tão urbanos. Vindo a Vitória da Conquista, agradei-me muito e fui muito bem acolhido”, conta.

Cearense, escolheu a Bahia para dar vida a sua vocação sacerdotal. Foto: Luan Ferreira

Já na Bahia, em 1987, iniciou os estudos no Instituto de Filosofia Nossa Senhora das Vitórias, em Vitória da Conquista. Em Taubaté (SP) cursou Teologia, no Instituto Teológico Sagrado Coração de Jesus. Também participou de curso de formadores de Seminários Maiores em Roma, na Itália.

Ordenado sacerdote em 9 de julho de 1995 pelo então bispo de Vitória da Conquista,  Dom Celso José Pinto da Silva, Dom Carvalho iniciou a vida presbiteral como

reitor do Propedêutico e, em seguida, do Seminário Maior de Filosofia Nossa Senhora das Vitórias, na Arquidiocese de Vitória da Conquista. Nessa função, permaneceu por 15 anos. “Foi um período de muita graça, uma experiência enriquecedora, na qual eu destaco o aspecto da espiritualidade e a dimensão da vida comunitária”, lembra. Em reconhecimento ao trabalho de formação nos seminários, recebeu, em 2011, o título de Monsenhor Capelão pelo Papa Bento XVI. Também na Arquidiocese esteve à frente de várias paróquias, a última delas foi a Paróquia Divino Espírito Santo, em Poções (BA).

 

A nomeação

Dom Carvalho acena para a multidão reunida na praça da Catedral, em Caetité, depois de ordenado bispo. Foto: Luan Ferreira

Dom Carvalho foi nomeado o 9º bispo da Diocese de Caetité aos 56 anos, em 26 de outubro do ano passado. Para ele, uma surpresa e, ao mesmo tempo, uma alegria pela nova missão que a Igreja o solicitava. “Fiquei assustado com o convite, porque, na verdade, não é o que se espera, mas é o que o Espírito de Deus quer. Então entendi que o Espírito Santo queria algo mais de mim e não vacilei em dizer sim”, diz. “Não tenho elaborado nenhum projeto, não por falta de entusiasmo, mas por respeito à situação histórica da Diocese. Então, nós vamos fazer o que nós já estamos fazendo”, explica Dom Carvalho, que, antes de qualquer decisão, quer conhecer a Diocese.

A passagem do Salmo 99 “Servi ao Senhor com alegria” foi escolhida por ele como lema episcopal. “A minha missão de bispo é trazer para o povo a alegria, a alegria de ser povo de Deus, de ser filho de Deus, de ser Igreja”, finaliza.

 

*Reportagem produzida a partir da entrevista com o bispo de Caetité, Dom José Roberto Silva Carvalho, para a Pastoral da Comunicação (Pascom) da Diocese.

325 Total de visitas 2 Visitas hoje

Natural de Malhada de Pedras, é jornalista pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) e pós-graduado em Comunicação e Marketing em Redes Sociais, pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC).



Voltar