Rádio Nova Esperança FM - Uma Nova Esperança Está No Ar!

Associação Nova Esperança
Pior seca nos últimos 50 anos no Nordeste causa prejuízo de US$ 8 bi
  • Pior seca nos últimos 50 anos no Nordeste causa prejuízo de US$ 8 bi

  • Postado em 25, mar 2014 por: Nova Esperança FM 87.9

229307-970x600-1A seca enfrentada pelo Nordeste foi a pior em 50 anos e fez o Brasil entrar no mapa mundial de eventos climáticos extremos de 2013, segundo relatório divulgado nesta segunda-feira (24) pela PMN (Organização Mundial de Meteorologia). No mapa virtual elaborado com as piores ocorrências no planeta, a seca é o único evento extremo no Brasil. O estudo ainda aponta que o prejuízo com a prolongada estiagem chega a US$ 8 bilhões (cerca de R$ 18,5 bilhões).

Para se ter ideia do valor, o prejuízo equivale a mais de duas vezes o orçamento total do Estado de Alagoas para o ano de 2014, que foi fixado em R$ 8,3 bilhões. “Pelo segundo ano consecutivo, a região Nordeste do Brasil experimentou seca severa. A seca deste ano é considerada a pior dos últimos 50 anos. O Planalto brasileiro, região central da América do Sul, experimentou seu maior déficit de chuvas desde que os registros começaram, em 1979”, diz o estudo. A OMM cita que o governo precisou intervir com a distribuição de água e comida a sertanejos afetados. “O governo forneceu ajuda alimentar à população afetada em cinco dos nove Estados Nordeste. Fontes de energia hidrelétrica foram ameaçados como barragens no Nordeste encerrou dezembro de 2012 em apenas 32% da capacidade, abaixo dos 34% considerado suficiente para garantir o abastecimento de energia elétrica”, aponta o relatório.

Por conta da seca, mais de 1.400 municípios decretaram emergência pela estiagem e precisaram ser abastecidas por carros-pipa. As chuvas de verão, porém, amenizaram a situação da seca este ano. Segundo a pesquisa “Produção da Pecuária Municipal”, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), a região perdeu 4 milhões de animais em 2012. Informações UOL.

907 Total de visitas 1 Visitas hoje

Etiqueta(s): ,

“O rádio é a escola dos que não têm escola, é o jornal de quem não sabe ler, é o mestre de quem não pode ir à escola, é o divertimento gratuito do pobre, é o animador de novas esperanças, o consolador dos enfermos e o guia dos sãos – desde que o realizem com espírito altruísta e elevado, pela cultura dos que vivem em nossa terra, pelo progresso do Brasil.” (Edgard Roquette Pinto)



Voltar