Rádio Nova Esperança FM - Uma Nova Esperança Está No Ar!

Associação Nova Esperança
Telexfree é alvo de autoridades de mais dois países
  • Telexfree é alvo de autoridades de mais dois países

  • Postado em 20, dez 2013 por: Nova Esperança FM 87.9
14glmm76tcerndh7e63xw84wg

Empresa, bloqueada no Brasil desde junho, está sob investigação do Ministério Público da República Dominicana; governo peruano sugere que negócio capta dinheiro sem autorização

A Telexfree, acusada de ser a maior pirâmide financeira do Brasil pelo Ministério Público do Acre, está sob investigação na República Dominicana. No Peru, uma autoridade de supervisão financeira emitiu um alerta informando que a empresa não tem autorização para captar recursos.

As atividades da Telexfree são alvo, há cerca de um mês, da Divisão de Delitos Tecnológicos da Procuradoria Geral da República Dominicana – equivalente ao Ministério Público Federal do Brasil. A suspeita é a mesma que atinge a empresa no Brasil: pirâmide financeira.

“Essa foi a inquietude que chegou até aqui”, afirma o procurador John Henry Reynoso Ramírez, responsável pelo caso, em entrevista ao iG. “Estamos fazendo as investigações: de onde vêm? O que produzem? O que vendem?”

O número de pessoas que entraram no negócio — chamados de divulgadores – ainda é desconhecido, mas o analista financeiro e sócio-diretor da Betametrix, Alejandro Fernandez, fala em “dezenas de milhares de pessoas” Ele lembra que o salário mínimo dominicano equivale a aproximadamente US$ 120 – ou menos da metade da adesão mais barata à Telexfree.

“Mas quando a empresa começa a pagar, recebem US$ 120 por semana”, comenta Fernandez, que foi ameaçado por acusar a empresa de ser uma pirâmide financeira.

Para o analista, o alto desemprego entre jovens – em 2012 estava 32% dos 19 a 24 anos, segundo Escritório Nacional de Estatísticas dominicano – combinado com alto acesso à internet tornaram a sociedade dominicana um terreno fértil para o desenvolvimento da empresa.

“E a gente é muito incrédula”, conta Fernandez, que foi ameaçado por um divulgador.

Os advogados da Telexfree não comentaram.

EUA, Brasil e mundo

Fundada no estado americano de Massachusetts em 2002, onde é detida pelo brasileiro Carlos Wanzeler e pelo americano James Merrill, a Telexfree chegou ao Brasil formalmente em 2010, quando os sócios da empresa americana abriram a Ympactus Comercial em Vitória, juntamente com Carlos Costa.

Depois de atrair, no País, cerca de 1 milhão de pessoas – que pagaram de US$ 289 a a US$ 1.375 em taxas de adesão com a promessa de lucrar na revenda de pacotes de VoIP (serviço que pode ser usado de graça) e colocação de anúncios na internet –, a Ympactus teve suas contas e atividades bloqueadas em junho, sob suspeita de ser uma pirâmide financeira. A decisão foi dada pela juíza Thaís Khalil, da 2ª Vara Civel de Rio Branco (Acre).

O valor captado é desconhecido, mas Thaís determinou o congelamento de até R$ 6 bilhões nas contas da empresa e dos sócios. Logo após a determinação, eles tentaram transferir R$ 101 milhões para outras empresas do grupo, sem sucesso.

Os representantes da Telexfree negam irregularidades, e afirmam que faturamento da empresa vem da venda de pacotes de telefonia VoIP por meio de marketing multinível. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), porém, diz que o VoIP da Telexfree é clandestino.

Fonte: IG

405 Total de visitas 1 Visitas hoje

Etiqueta(s):

“O rádio é a escola dos que não têm escola, é o jornal de quem não sabe ler, é o mestre de quem não pode ir à escola, é o divertimento gratuito do pobre, é o animador de novas esperanças, o consolador dos enfermos e o guia dos sãos – desde que o realizem com espírito altruísta e elevado, pela cultura dos que vivem em nossa terra, pelo progresso do Brasil.” (Edgard Roquette Pinto)



Voltar